Postagens

Mostrando postagens de Novembro, 2018

Açúcar, tempero e tudo que há de bom! - Lolita Lempicka de Lolita Lempicka EDP - Resenha

Imagem
Como a receita para fabricar meninas, Lolita Lempicka é um mimo! Junta açúcar, temperos e tudo que há de bom, numa sintonia maravilhosa, em que nada some ou aparece demais. Já vi pessoas definindo a poção da maçãzinha como "cheiro de Natal", "cheiro de fadinha" ou "cheiro de confeitaria". E pode ter todas essas leituras, basta perceber a qual nota está dando mais atenção.
É cheiro de Natal que passa pela sua cabeça? Talvez seja o alcaçuz, anis, cereja e pralinê? Aquela festa colorida de guloseimas, pinheiro, presentes e corre-corre, para muita gente tem um cheiro específico, feliz, que evoca memórias.
Se você é da turma do "reino encantado" de fadinhas, unicórnios e duendes, as notas florais tem um quê de jardim dos Sonhos de Uma Noite de Verão: violetas macias e empoadas de pirlimpimpim, heras folhosas, raízes sequinhas e flores de brejo, levinhas e etéreas.
Agora, se o delicioso mundo dos macarons e bolinhos te conquistou, deve ser a baunilha …

Spring Fling - Love Lily Eau de Parfum D'O Boticário - Resenha

Imagem
Um baile de saias rodadas, coques esculturais, ponche geladinho e moços de smoking. Uma elegância romântica, coquete e comedida, mas deliciosamente agradável. Que troca convites para o chá das cinco, que organiza saraus e convescotes. Foi um espírito assim que encontrei no Love Lily. Um mimoso frasco rosa, com novo borrifador (o do primeiro Lily Essence gerou muita controvérsia e reclamação), e uma proposta delicada e floral. Parece que está havendo um "revival floral", não é mesmo? A primeira borrifada prenuncia um caráter realmente floral com toques frutais delicados, de cítricos cristalinos e algo levemente adocicado, como nêspera. A seguir, uma névoa de pétalas, etéreas, com lírio, jasmim e muita rosa, em tintura, próxima à sensação fervilhante que as frutas vermelhas proporcionam, uma textura como aquele drink piscine, com espumante rosé. Mas logo vai ganhando densidade, e as pétalas ganham maior cremosidade, perdendo a cara de floral fresco para uma face mais resinosa…

Alegria à la Folies Bergère - Bronze Perfume da Phebo Perfumaria - Resenha

Imagem
Há quem diga que nada é por acaso. Ultimamente tenho estudado muito sobre Art Déco, em razão de uma pós deliciosa em História da Arte. Se no post anterior falei dos excessos melindrosos de LouLou, agora vou falar de outra bela criação que honra os loucos anos 1920's, mas com mais Garbo (como adjetivo e substantivo). Bronze é reluzente, caloroso e festivo. Já abre em notas alcoólicas de rum, meio licoroso e doce, com toque bitter de bergamota e néroli. A borrifada em nuvem - elogios agora ao frasco e ao borrifador de efeito 'panache' - prenuncia muita festa, calor e dança. Como bom oriental, encontra contornos sensuais e adocicados em heliotrópio, calores de sândalo e um toque resinoso de guáiaco, enfumaçado e misterioso, feminino. Como um espetáculo teatral, cheio de personagens, figurinos, coreografias, Bronze se revela em um caminho complexo, com temas sobrepostos, mas cheios de harmonia e sentido. As notas de fundo dão o gran-finale gourmand: baunilha, fava-tonka, amên…