quarta-feira, 20 de janeiro de 2016

Verão, sombra, água fresca e meu perfume - Mesa redonda de blogs

O calor em seu auge, o sol abaixo do trópico em todo o seu potencial. Estação de umidade e chuvas para um lado, ou de secura para o outro. São vários os nossos verões, e são várias as formas de encarar essa estação tão amada por uns, e tão praguejada por outros. 
Não é fácil trabalhar nesse calorão, olhando da janela um clima mais que convidativo para uma praia/piscina/cachoeira/banho de mangueira ou o que tiver ao alcance - o mar está a quase 800 km de mim nesse momento! E se a obrigação chama, pelo menos tentamos carregar um pouco do frescor tão almejado. 
Agora, se você está de férias, ou nos fins de semana que pode ficar de papo para o ar. Ah, nesses dias o verão se faz valer! Aquele relax mais que merecido, o 'dolce far niente' e a malemolência do calor. Uma bebidinha refrescante, o balançar da rede... e esses perfuminhos aqui:

Cologne France - Molinard
Ai que bonita! A maravilha de esparramar colônia com as mãos, sem medo de enjoar. Fresca, cítrica e límpida. Gosto mais que 4711, juro juradinho! Vai bem no trabalho, no eau de pijama, no passeio. Tem um frasco fofo demais da conta, com cara de antiguinho, uma paixãozinha. Se joga!


Cedrat - Roger & Gallet
Tem como não amar essa coisica que leva chá de hortelã? A colônia Cedrat tem um frutal levinho, de água saborizada em refresqueira de cristal, sabe como? É divina! O nome remete à madeira de cedro, mas nesse quesito a colônia da Phebo, Cedro do Marrocos, conseguiu passar mais a impressão amadeirada, mas lógico, esse é o remanescente predominante na pele, no tempinho efêmero que só uma colônia sabe ter. 





Cool Water Frozen (F) - Davidoff
Favor, não xingar por mencionar edição limitada de quinze anos atrás! (Se a vontade for muito grande, dá pra tentar a sorte no e-Bay) Esse EDP tem cheiro de cachoeira com raspadinha de abacaxi! Flor de lótus, vetiver encharcado, uma nota esperta de bambu... E campânula. No mesmo efeito do Dolce & Gabbana Light Blue. O nome é autoexplicativo - para usar direto sobre a pele.



Little Italy - Bond nº 5
O chic é chamar de clementina, mas como criança interiorana eu conhecia essa fruta como "laranja de enxerto" (impressionante, consegui tirar o glamour da coisa!). É um caldo de clementina, laranjas, tangerinas e limão doce, "polido" por um almíscar limpo, para não dar aquela impressão de fruta melecada. O óleo das cascas dá uma luminosidade especial, o frasco laranja-cheguei é a cara do verão. Animadíssimo!




Surreal Garden - Avon
Esse é um amigo dos fins de semana. Chypre. A melhor definição do estilo... Mato fresco, macerado, beira de rio, sem uma gota de fruta ou açúcar. Banho de cheiro, patchouli, raízes amassadas, pétala de flor esmagada entre os dedos. Custa pouco, vale muito, fixa, projeta e faz bonito. 



Outras mesas redondas nos links:

11 comentários:

  1. Que resenhas objetivas e frescas, me senti revigorada aqui só de imaginar os perfumes. E essa Cologne France, como faço para matar o desejo?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Diana! É da Molinard, comprei pela primeira vez o menor (e fiz a proeza de quebrar) e depois comprei de novo naquele "torra-torra" da Shine. A Etre Belle (uma e-commerce aqui do Paraná) eu sei que vende, e o preço é bem realista... Quer um decant para decidir? ;)
      Um beijão!

      Excluir
  2. Morro de desejos por esse Cedrat, queria muito ter conhecido a marca quando era mais fácil de se encontrar! Esse Surreal, eu nunca testei, você e a Cris falam dele, preciso me atentar ao danado! Adorei Pri <3

    ps: juro que não xinguei a ed. limitada!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. No Paraguai e na Argentina ainda tem Roger & Gallet, mas não está mais naquele preço amigo que costumava animar... Por aqui sumiram mesmo, né? Antes tinha até em algumas farmácias mais completinhas.
      O Surreal Garden tem em qualquer canto, acha uma revendedora Avon e testa. É um perfume meio malandro, não é aquela coisa que costumamos encontrar nos nacionais... Mas eu gosto muito!
      Beijos Lu!

      Respondendo ao ps: Que bom que não me xingou! hahaha

      Excluir
  3. Jeito de escrever muito agradável de ler! Animado, inteligente, direto e por muitas vezes engraçado. Adoro! Só que hoje não conheço nenhum dos perfumes citados, "juro, juradinho" kkkkkkkkkk. Isso no fim é ótimo porque já entra pra lista de boas dicas da Pri e eu fiquei interessada na primeira colônia fofurinha que abriu as resenhas.
    Bjus ,querida
    Li

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A Cologne de France é beeeem clássica, já dá para saber o que esperar. É boa demais, certeira.
      Como meu verão é de mato, rio e cachoeira, as colônias e cítricos verdes dominaram por aqui... É um calor úmido e abafado, usar um oriental nessas condições é quase ofensa.
      Esse jeito de escrever se deve à minha falta de jeito com a poesia - fico na prosinha... Um dia chego lá, Lily!
      Beijão

      Excluir
  4. Gente! esa colonia molinard! ai como quero! e vc termina com meu querido surreal garden, numa descição tão bonita dele! tão sincera!
    obrigada por tb meu curti meu amiguinho verde preferido....barato e como fz bonito!
    cedrat tb esta na minha mira há tempos
    como sempre vc elencando perfumes incriveis. dá sempre gosto de ver. adoro seu vocabulario cuidadoso e elegante.
    que bela palavra é clementina.:)
    bjs querida

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oh querida, oh querida, oh queriiiiida Clementina!
      O Surreal Garden é uma preciosidade desmerecida... Não sei se é porque ele vai contra uma tendência atual gustativa, ou se é só o preconceito Avon mesmo. Mas ele vai em uma onda tão verde, tão 'floresta'. Curto demais!
      Um beijão Cris, obrigada pela visita!

      Excluir
  5. então... tive que dá um google pra saber o que era clementina (nome de tia véia) e ainda mais o que era laranja de enxerto hahaha.

    Bom por aqui (tbm Pr) conhecemos por tangerina, mais a dentro do sitio agente chama mesmo de mimosa de cheiro ;D

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bença tia Clementina! Tá boazinha? (ri demais com o "tia véia")
      Eu conheço por laranja de "enxerto", porque é mistura de lanranja com tangerina - algo como um transgênico interiorano e informal. Volta e meia no sítio faziam umas experiências assim: tinha laranja de enxerto, manga de enxerto... Ela fica mais doce e menos cascuda que a laranja, sabe, quando tira a casquinha sem precisar de faca - e dá pra saber quando alguém descascou por quilômetros de distância!
      Mimosa é coisa de Guarapuava para lá... Aqui no Velho Oeste não tem disso! hahaha

      Excluir
    2. Velho oeste kkkkk

      sei! não precisa de faca msa as unhas ficam mais amarelas que uma infecção de onicomicose hahaha

      e qnd ao cheiro... dá porteira pra lá a perder de vista ;]

      Excluir