terça-feira, 27 de outubro de 2015

O que é do gosto regala a vida - Valentina Assoluto de Valentino - Resenha

"Você sabe o que é caviar? Nunca vi nem comi, eu só ouço falar." Troca o caviar pela trufa - e voilà: vamos na onda de Valentina Assoluto. 
É fino trato, 'o printemps com as unhas', luva de pelica, talheres de prata e livro equilibrado na cabeça. "Senta direito, menina!"
Ah, que alegria um chypre chiquetoso, patchouli abafado - quase uma camadinha de poeira sobre o piano de cauda da sala linda e lustra. Como o casarão que se prepara para a festa de gala, decorada com flores e mais flores e um séquito de empregados corre freneticamente para deixar tudo perfeito: é feliz, mas ao mesmo tempo tradicional. Tem sabor, mas não é o docinho pudim/chantilly, é baunilha em fava, fervida, é iguaria requintada de saborear em pedacinhos, o nobre chocolate amargo, que sente-se às beiradinhas, derretendo aos poucos no paladar. Talvez a trufa, que nunca vi, nem comi - só ouvi falar!
Tem muita elegância, mesmo - uma elegância nata de notas que aos poucos foram caindo em desuso, um musgo que como renda 'veste' delicadamente a pele como há tempos não sentia.
Traz um calor belo e aveludado, rente, que projeta moderadamente, e como EDP bom, classudo e 'assoluto' dura muito. Como boa joia, é investimento.
Imagem: http://uk.parfums.valentino.com

4 comentários:

  1. Respostas
    1. Que bom que gostou, Lili! Gostosa também é sua visita... Apareça sempre! Beijos

      Excluir
  2. "para deixar tudo perfeito: é feliz, mas ao mesmo tempo tradicional."

    aaah não quero falar nada! ..

    apenas sorrir com essa sinestésica resenha : )

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Rafa, gostei muito do Valentina Assoluto, é um chypre rejuvenescido, que prova que não precisa ser austero como Eau de Soir para ser classudo. Colocaram um sabor refinado, e deu muito certo!

      Excluir