segunda-feira, 29 de setembro de 2014

E eu gosto de meninos e meninas... - CK One e Be de Calvin Klein -Resenha Dupla

Quando eu era pequena, ainda querendo ser moça, eu lia muito, muito mesmo... até hoje leio um absurdo, o que me rendeu um grau altíssimo de miopia. Eu lia de dicionários a bulas de remédios até enciclopédias e livros de botânica. E lia Marie Claire, Elle e Vogue, quando ainda eram revistas de MODA - boa moda! Isso era nos idos anos 90, e as propagandas pregavam a androginia, minimalismo, uma aversão ao dourado e ao rebuscado. Fotos de Mario Testino e Annie Leibowitz. Preto e Branco. Heroin Chic. Linhas puras. Jeans e T-Shirt branca. Coturnos. Grunge. Friends... Ai, fiquei nostálgica!



Nesse contexto, Calvin Klein acertou em cheio em uma criação que se tornou símbolo, daquele distante 1994, que definiu toda a estética 90's de ser - foi a despedida definitiva daqueles resquícios dos anos 80, o Obsession já dava sinais de cansaço, era hora de algo novo. E nasceu o ultra-cool CK One. Não é feminino, não é masculino. É claro, luminoso, fresco e despretensiosamente chic. Como jeans, camiseta e botas - vestidas numa magérrima Kate Moss.

Limão Gelado, Papaia, Almíscar, Cardamomo e Muguet. É tanto frescor que parece atrvevimento. Uma janela aberta de um studio moderninho - soprando ar gelado nos convidados que batem papo na sala. Um frasco limpo, leve, quase um cantil. E o melhor: sem aquela nota ozônica "cheiro-de-geladeira"! 

Imagem: http://explore.calvinklein.com/en_GB/explore/ckfragrances/home/products/

Não demorou para aparecer um irmão, com mais almíscar, menta, tangerina e mato verde. Também versátil, esperto e limpinho - aquele suéter que faltava para amarrar na cintura (lembra?) Teve quem achasse muito boyish, mas eu achava lindo, cool e gente fina! 

Imagem: www.fragrantica.com


Até hoje são meus queridos: não consigo escolher um só! Foram imitados à exaustão, deixaram uma lista de inspireds: do Dalimix (com um toque de pêra gelada) ao Insensatez d'O Boticário, que foram aos poucos esquecidos em lugar dos açucarados. Para ficar tranquila, preciso de dois frascos, de 200 ml - um controverso exagero a esses fresquinhos que se recusam a ser over! Não posso ficar sem...




Lembra dessa vibe? Foi há 20 anos atrás! Genteeee, eu quero um DeLorean para dar uma passeadinha pelos 90's de novo, quem vai comigo?



Este post contém link do parceiro Glio (www.glio.com)





5 comentários:

  1. Ler causa miopia? Então já descobri a causa da minha. kkk

    ResponderExcluir
  2. Somos todas míopes e felizes então, toquem aqui! Ah, quem viveu nos anos 90 só pode amar essa dupla de perfumes de Calvin Klein! Eu, que quis ser magra igual a Kate (e nunca consegui...), que me enfiei com gosto nos jeans-coturnos-camisa xadrez do grunge (e até hoje não consigo abandonar), que ouvi e ouço Alice in Chains, Nirvana, Screaming Trees, Pearl Jam (só pra citar o que tocava no rádio)... Ai, que década melancólica e saudosa!
    Usei tudo que é contratipo do CK One e tenho um até hoje, com todo carinho! Agora despertou desejo de um CK Be... Culpa sua, Pris!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E viva as "quatro-olhos"! hahaha
      Acho engraçado como tanta coisa muda em 20 (vinte? já?) anos, a estética de agora, toda opulenta, dourada, doce, contrariando o purismo. Os anos 90 foram melancólicos mesmo, lembro de ir às lágrimas com Fake Plastic Trees do Radiohead, Pearl Jam...
      Quanto ao CK Be vale tanto quanto o irmão mais velho, são complementares perfeitos.
      (Diana, vc tem meu e-mail né? Passa teu endereço lá... Preparei uma fração do Calandre para te mandar!)

      Excluir
  3. Ótimo texto! Apesar de me dar mais duvidas em qual comprar hahaha

    ResponderExcluir