quarta-feira, 4 de junho de 2014

Um elefante, incomoda muita gente, mas Kenzo Jungle incomoda muito mais! - Kenzo Jungle l'Elephant - Resenha

Minha pele é difícil, beeeem difícil. Uma vez fiquei em função de achar um perfume para mim, que ficasse muito tempo, não fosse doce, nem "do balaio" (perfume de modinha, assim, sabe? - É, eu já fui muito preconceituosa!) e que me acompanhasse por muito tempo. Tomei um banho com sabonete neutro, passei um 'cold cream' sem perfume da farmácia de manipulação e fui ao Duty Free em Puerto Iguazu [momento "eu confesso": confesso que vou ao Duty Free bater perna, testar perfume e tomar café com medialunas! Podem me julgar...]
Borrifa um aqui, um no pulso, outro no blotter, outro no antebraço, e, quase no cotovelo borrifei o Jungle l'Elephant. Pausa para o café com medialunas, para pensar no assunto, esperar as devidas evoluções de cada um... Um gole de café, para limpar o olfato e o paladar, e... opa! Cardamomo! Cravo! Canela! Alcaçuz! Mas isso é café ou tchai indiano?
Era o elefante saindo da mata. Ao contrário da peça publicitária, ele não é um elefante africano do deserto, ele é um elefante indiano do templo, cercado de folhas, especiarias e oferendas. O tempero vendido aos punhados no mercado. O calor sob medida para um dia frio.
Coloquei um frasco de 100ml na cestinha, juntamente com o já resenhado Hot Couture EDP, e saí feliz da vida: acheeeei! Achei o perfume que eu tanto queria!
Há quem reclame que sente a manga em demasia, mas em mim é notinha coadjuvante, o que pega mesmo é o cravo, o alcaçuz e o cardamomo - a baunilha fica beeeem para o final. É ótimo para o frio cinzento de junho, no meio das camadas e camadas de casacos e cachecóis... mas com cautela, para não ser o terror do elevador, ou estragar a amizade com as colegas do trabalho! 
Tenho paixão declarada por esse elefantinho, de projeção e fixação potentes, muito potentes! 


Imagem: www.kenzoparfums.com





4 comentários:

  1. Experimentei uma vez achei muito diferentão. Fiquei assustada com tanto poder e deixei passar. Mas eu gostei. Foi como se eu estivesse ficado envergonhada de gostar de algo tão exótico. Preciso testar novamente.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tenta Denise... Aproveita essa época de mais frio, e dá uma nova chance a esse elefantinho: você não vai se arrepender! Não precisa ter vergonha, esse exotismo é justamente a fonte de todo o charme :)

      Excluir
  2. Oi!

    Li em algum lugar que este perfume é parecido com o Surrender da Avon que, infelizmente,foi descontonuado.

    É verdade?

    P.s. ótima resenha, parabéns!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ana, não me recordo do Surrender, mas a legião de fãs saudosos é enorme! O Jungle l'Elephant é bem condimentado e potente, não recomendo a compra sem um teste, se possível em mais de uma ocasião. Beijos!

      Excluir