terça-feira, 19 de novembro de 2013

Abraço de mãe - Noa de Cacharel (Resenha)

Confortável, essa é a melhor definição para o Noa. Até o frasco, confortável para pegar, quase uma fruta madura. Tem cheirinho maternal, de retorno às origens. Um pulôver de mohair, banho morninho, abraço de saudade... é o que o Noa representa. Almíscar branco, que é elegante e pertinente como um bom conselho, coentro e pimenta em grão, tempero na medida certa, sândalo e um toque leve de incenso, de casa preparada para o aconchego. Musk, grama cortada, frésia e peônia, um jardim bem cuidado e florido na primavera. Noa não enjoa, não causa, apenas desperta o instinto a um abraço. Convive bem no trabalho, é feminino e polido. Apesar da descrição ser bastante invernal, ele é meu eleito de verão, perfeito para não economizar borrifadas. Há quem sinta a ameixa proeminente, ou o café. Na minha alquimia pessoal, o café é longínquo, cheirinho de café passando esperando visita querida. Até o frasco é delicado, uma dançante pérola na redoma transparente. Fixação mediana e projeção suave.
                                                       Imagem: styleclub.in

quinta-feira, 14 de novembro de 2013

O porquê do Parfumèe

Minha curiosidade por perfumes começou por uma experiência pessoal. Desde menina eu adoro aromas - e guardo na memória notas e sensações de um jeito único - o café passando, livros novos, madeira lustrada, pão assando... 
Queria andar perfumada, e volta e meia roubava uma borrifada dos perfumes da minha mãe (ah, o óleo de jasmim que ela usava!) ou da minha avó (Fantasme ou Organza). Ao crescer - e isso é inevitável - comecei minha odisseia em busca do perfume perfeito, porque não entendia o fato de um perfume ficar maravilhoso em uma amiga e em mim o mesmo perfume simplesmente desaparecer! 
Já esclareço que não sou profissional da área química (apesar de ir muito bem nessa matéria nas aulas), mas a compreensão da alquimia dos aromas foi fundamental. Notas cítricas e ácidas não combinam comigo, a reação da pele ao floral fresco sempre imprevisível...  
Tenho a sorte de morar na fronteira com Argentina e Paraguai, então cada passeio sempre rendeu vários blotters nas mãos, para pensar com carinho em qual fragrância eleger como "a minha", não ficando presa somente aos perfumes nacionais. Comecei a identificar as notas - topo, meio e base - sua composição - sempre em busca do "perfume perfeito". Essa habilidade despertou a curiosidade de amigos, que volta e meia pediam uma indicação. E assim me inspirei para este espaço de troca de ideias e impressões sobre fragrâncias.
Bem vindos(as)! Sugestões para resenhas, dúvidas, questões... vamos conversar nesse espaço perfumado!

                                          Imagem: lovevintage.co.uk

quarta-feira, 13 de novembro de 2013

A rota das especiarias - Voyage d'Hermès (Resenha)

Viajar sem sair do lugar... Trilhar a rota da seda, acampar com os tuaregues, cavalgar pelas estepes. É essa a impressão ao sentir o aroma elegante do Voyage d'Hermès. Adulto e viajado, mas nada cansado, e sim, empolgado para contar todas as suas aventuras. Que como um beduíno traz consigo sua arca de madeira - sim, madeira clara e polida, nada rústica - e dela tira ervas e especiarias para um chá reconfortante. Sálvia e cardamomo, em uma infusão de casca de laranja, limão e anis. O pergaminho da rota fica por conta da íris, e seu aroma que sabe a papel. Voyage é um perfume adulto, versátil para homens e mulheres. Durabilidade razoável e projeção média, apenas o suficiente para deixar saudade ao viajante... Recomendo àqueles e àquelas que são seguros e inteligentes o bastante, a ponto de não necessitar de um perfume escandaloso para se fazerem notados.
                                         Imagem: uk.hermes.com

Parfumée


Olfato felino e memória de elefante me levaram a uma paixão: a perfumaria. Uma pele complicada, clara e sensível, que, eu não sabia porquê, modificava deliciosos perfumes florais, ou fazia sumir em questão de minutos. Compreender essa alquimia, deliciosa e misteriosa, a fim de encontrar meu perfume ideal se tornou um objetivo, e quanto mais mergulhava nesse universo, mais o compreendia e me apaixonava. Identificar notas, épocas, frascos, aromas e mistérios que cercam uma fragrância. Conjugar esses elementos às personalidades, às mensagens que se quer transmitir. Bem vindos(as) ao Parfumée!